quarta-feira, 16 de abril de 2014

Dificuldades de negociação pode fazer Carlinda perder a construção de um frigorífico


Prefeita de Nova Bandeirantes se envolve em acidente em AF


Foto: Oliveira Dias
 
Clique Noticias

A foto mostra a chegada, no Pronto Socorro, de um motociclista com suspeita de fratura em um dos pés. O acidente envolveu uma moto e um carro, no bairro Jardim Imperial.  O motociclista, não identificado ficou sob cuidados médicos.

Ao mesmo tempo outro acidente foi registrado no setor F. Enquanto a viatura fazia o atendimento na grande Cidade Alta, a jovem motociclista, identificada como Daniele Gonçalves dos Santos, 21, foi socorrida pela própria motorista do carro envolvido no acidente, a prefeita de Nova Bandeirantes, a empresária Solange Kreidloro, e levada ao Pronto Socorro.

O carro dela estava estacionado na rua F, quando a motociclista, ao desviar de um ciclista, para evitar um acidente, acabou batendo contra a lateral do carro da prefeita.

Ainda pela manhã, por volta das 08h da manhã, Apolônio Tenório Cavalcante, 84 anos, havia sido atropelado e acabou encaminhado pelo Corpo de Bombeiros ao Pronto Socorro do Hospital Regional de Alta Floresta. Ele 
não tinha condições de prestar esclarecimentos à polícia. A motociclista que lhe atropelou fugiu do local.

 

Fonte: Da Redação-Clique Noticias

Menino com cauda de 30 cm é adorado como deus na Índia

Trança que nasce nas costas da criança é associada a deus hindu com aparência de macaco
Fonte da imagem: EmResumo
Amar Singh, de seis anos de idade, está sendo adorado como um deus na aldeia de Mijmapur, no noroeste da Índia. O motivo para isso seria o crescimento de uma espécie de “cauda”, que na verdade é uma trança de 30 cm feita com fios de cabelos escuros e grossos que crescem em uma região das costas do menino.

Os moradores da vila de Amar Singh acreditam que a “cauda” seja um sinal de que o menino tem uma ligação com Hanuman, um deus hindu que tem aparência de macaco. Outros vizinhos acreditam ainda que a trança de Amar lembra a cauda de uma vaca, que é um animal sagrado para a cultura local.

Fonte da imagem: ExclusivePix
A família da criança conta que ele nasceu com uma quantidade anormal de pelos naquela região das costas, mas eles tinham aproximadamente 2,5 cm. Com o tempo, os fios cresceram e foi possível trançá-los.

O pai de Amar explica que, apesar de ser possível cortar a trança, a família optou por mantê-la por acreditar que seja um presente de Deus. Ele ainda contou que seu filho é uma criança muito amorosa, saudável e estudiosa.



Via: EmResumo/JE

Por: João Gustavo Reva/Megacurioso

Atualizada: Ex-produtor teria premeditado crime em carta, maior motivação seria perca de terras na Suiá Missú

No total já são regiMais uma morte trágica marca as consequências da desintrusão da Suiá Missú que aconteceu no final de 2012. Conforme informou ao Site Agência da Notícia, o delegado de Polícia Civil Wanner Santos responsável pelo inquérito, o crime foi premeditado pelo ex-morador da extinta Suiá Missu, em uma carta Ivo Mateus contou em detalhes os motivos que o levou a cometer o crime.


O Delegado não quis repassar cópia da carta deixada por Ivo ao Agência da Notícia, pois de acordo com o Dr. Wanner Santos, a carta tinha informações restritas como contas de bancos, senhas e etc. “Em trechos da carta Ivo conta o que tinha de bens e o que era para ser feito, a carta foi encontrada no cofre do empresário que tinha uma loja agropecuária em Novo Santo Antônio, mas que nunca teria se conformado com a expulsão de suas terras da agora Reserva Marãiwatsede. Nós tivemos acesso a carta, pois no bolso da vítima havia um bilhete dizendo que havia uma carta”, explicou o delegado, que aponta crime premeditado. “É lógico que com todos esses indícios, a gente trabalha com o crime passional, tanto que ele deixou uma carta com todos os detalhes da sua vida, desde contas a pagar e receber”, salientou Dr Wannwe Santos.

Além de sofrer com a perca das terras, Ivo Mateus estaria sofrendo com o fim do relacionamento com a jovem Elissélia Gomes com quem tinha um caso amoroso, a jovem estaria a fim de terminar o romance para ficar com outra pessoa fato que não foi aceito pelo empresário.

De acordo com amigos de Ivo, ele já havia dando indícios de que estava em depressão após o processo de desintrusão e com o problema amoroso, a situação se agravou chegando ao crime.
Ivo Mateus apesar de morar a pouco tempo em Novo Santo Antônio era muito querido pelos amigos que havia feito na pequena cidade que ainda não acredita no que aconteceu.

Os corpos foram levados para São Félix do Araguaia onde passam por necropsia, logo depois serão liberados as famílias.

Atualizada: Ex-produtor teria premeditado crime em carta, maior motivação seria perca de terras na Suiá Missú (Agência da Notícia)

O ex-morador da antiga e extinta gleba Suiá Missu Ivo Mateus de Souza, 62 anos, foi mais um que entrou para as estatísticas de mortos do Posto da Mata. O ex-produtor rural acabou matando a namorada e se matando na noite desta terça-feira, (15), por volta das 19hs, o crime aconteceu na cidade de Novo Santo Antônio onde ele estava morando.

De acordo com informações repassadas com exclusividade ao Site Agência da Notícia, Ivo Mateus já há alguns dias vinha muito deprimido com a situação que estava vivendo nos últimos anos devido a desintrusão do Posto da Mata.

E na noite de ontem não conseguindo aceitar o fim do relacionamento acabou matando a namorada Edissélia Gomes Pereira, 24 anos, com dois tiros e em seguida acabou se suicidando com um tiro na cabeça, o idoso não aceitava perder a companheira, pois segundo ele em uma carta que deixou antes de morrer, já tinha perdido tudo que tinha direito.

Ivo Mateus era mais um dos mais de 7 mil desabrigados pelo governo que não conseguiu viver o drama de ser mais um sem-terra no Brasil. O delegado Waner Santos de São Félix do Araguaia ouve testemunhas neste exato momento.

Leia Também:Ex produtor da Suiá Missu morre de infarto após ser expulso pela segunda vez da terra onde vivia há 20 anos
De acordo com amigos de Ivo do Posto da Mata, ele estava na região da Suiá Missú há mais de 20 anos, eles não souberam dizer quantos alqueires de terra ele tinha no local. “É uma triste realidade o que estamos vivendo aqui, o Governo está matando as pessoas dessa forma, sem sujar as mãos, isso é um crime, é um atentado aos Direitos Humanos, à Constituição, esse é mais um que se foi, e ainda quantos irão?”, indagou um dos ex-produtores da Suiá Missú que preferiu não se identificar, pois diz estar sofrendo retaliações.

No total já são registrados 28 mortes dos ex moradores da Suiá Missú, 8 foram por suicídio.strados 28 mortes dos ex moradores da Suiá Missú, 8 foram por suicídio.

PRF intensifica fiscalizações nas rodovias de MT


PRF intensifica fiscalizações nas rodovias de MT

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) irá deflagrar entre os dias 17 e 21 de abril a Operação Semana Santa. A ação tem o objetivo de reforçar o policiamento e as fiscalizações, com foco principal na prevenção e redução dos acidentes de trânsito. O trabalho redobrado ocorre para aumentar a segurança nas rodovias federais, uma vez que no período de feriado prolongado há o  aumento do número de circulação de veículos nas vias. 
A operação será realizada das 0h do de quinta-feira (17) à meia-noite de segunda-feira (21). As fiscalizações serão concentradas a fim de reduzir a violência no trânsito, enfrentando acidentes relacionados ao excesso de velocidade, embriaguez ao volante, ultrapassagens indevidas e envolvendo motocicletas ou ciclomotores, historicamente com índices elevados de mortes e lesões graves.
As viaturas serão posicionadas em pontos estratégicos em que é registrado o maior deslocamento de veículos, o tráfego de cinco rodovias federais do estado de Mato Grosso serão intensificamente fiscalizado, BRs 070, 158, 163, 174 e 364. Durante o período, os policiais rodoviários federais contarão com o suporte de viaturas operacionais, etilômetros e radares de velocidade.

Ex-produtor da Suiá Missú mata companheira e se suicida em MT

Ivo Mateus de Souza, 62 anos, ex-produtor da antiga Gleba Suiá Missú, executou a namorada e logo em seguida se suicidou. O crime ocorreu na noite desta terça-feira (15), por volta das 19h, no município de Novo Santo Antônio. Com essa, sobe para 28 o número de mortos de moradores após desintrução do Posto da Mata. A namorada foi identificada como sendo Edisséia Gomes Pereira, 24 anos.

Conforme informações de populares ao site Agência da Notícia, o ex-produtor vinha deprimido nos últimos dias com a perda da terra e ontem não aceitando o fim do relacionamento com Edisséia, pegou uma arma de fogo e efetuou dois disparos contra ela e em seguida atirou na cabeça. Ambos morreram na hora.
Em uma carta deixada na residência, o idoso relatava que já havia perdido tudo que tinha direito. A perícia esteve no local e encaminhou os corpos ao Instituto Médico Legal (IML) para realização dos exames de necropsias. Do total de mortes por causa das terras Suiá Missú, 8 foram por suicídio.
Atualizada: Ex-produtor teria premeditado crime em carta, maior motivação seria perca de terras na Suiá Missú (Agência da Notícia)

Empresário foi enterrado vivo, diz polícia; penas podem somar 50 anos


Delegada mostra cadeira e material 
usado para enterrar vítima

O empresário Erlon Peterson Pereira Bernal, 32 anos, foi enterrado vivo em uma fossa de 4,5 metros de profundidade no bairro São Jorge da Lagoa, na saída para Sidrolândia, na Capital. A conclusão é da Polícia, que indiciou a quadrilha acusada do latrocínio por sete crimes, que podem resultar em condenação de aproximadamente 50 anos de prisão.

A conclusão do inquérito policial foi apresentada, na tarde desta terça-feira (15), pela delegada Maria de Lourdes Cano, titular da Defurv (Delegacia de Furto e Roubo de Veículos). Quatro adultos e uma adolescente de 17 anos foram indiciados pela morte de Erlon, ocorrida no dia 1º de abril deste ano.

Conforme a delegada, Thiago Henrique Ribeiro, 21 anos, marcou o encontro com Erlon na rotatória da Avenida Interlagos com a Avenida Gury Marques, no Bairro Doutor Albuquerque, na saída para São Paulo. Em seguida, ele convenceu o empresário a levar o carro até a casa onde ocorreu a emboscada, no bairro São Jorge da Lagoa.

No imóvel, Erlon se encontrou com Rafael Diogo, o Tartaruga, 24, e a adolescente de 17 anos. Ele ficou sentado em uma cadeira amarela, com Rafael do lado direito e a menina no esquerdo. Thiago fez a suposta negociação para comprar o Golf por R$ 38 mil em pé. Em seguida, ele entrou dentro da casa e pegou o revólver.

Thiago usou a lábia para convencer Erlon e
o matou com um tiro 
Ele fez o disparo de surpresa, com Erlon sentado, e o atingiu com o tiro pela nuca, com a bala saindo no olho direito. O empresário inclinou e caiu no chão. Conforme a investigação policial, ele foi arrastado por Rafael e Thiago até a fossa de 4,5 metros. Quando foi jogado dentro do buraco, o empresário ainda estava vivo e agonizava, conforme depoimento dos acusados pelo crime.

Em seguida, eles jogaram entulho, terra, restos de vegetação, peças de roupa de cama e mesa e um puff amarelo para cobrir o corpo e impedir que ele subisse à superfície em caso de chuva. A fossa não tava com a tampa lacrada.

A arma usada no crime foi emprestada por amigo de Thiago, Jefferson dos Santos Souza, que foi indiciado pelo crime de posse irregular de arma de fogo e formação de quadrilha.

O funileiro Ataíde Pereira dos Santos, que pintou o carro roubado de branco, foi indiciado pelo crime de receptação. Ele chegou a ser preso, mas foi liberado após pagar fiança de R$ 2.896. Em depoimento à Polícia, ele negou que soubesse do crime.

Maria de Lourdes conduziu investigação 
desde o desaparecimento de Erlon
Thiago, Rafael e a adolescente foram indiciados pelos crimes de roubo qualificado com violência que resultou em morte, concurso de pessoas, restrição da liberdade da vítima, associação criminosa e ocultação de cadáver. Os dois ainda vão responder por corrupção de menores.

Maria de Lourdes estima que a pena dos dois adultos pode superar 50 anos de reclusão em regime fechado.

A menina de 17 anos pode ser condenado até a três anos de internação na Unei (Unidade Educacional de Internação), pena máxima prevista no Eca (Estatuto da Criança e do Adolescente).

Com a conclusão do inquérito, a Polícia encaminha o caso para o Ministério Público Estadual, que pode denunciá-los à Justiça ou solicitar a complementação da investigação. Como o crime é latrocínio, eles podem ser condenados sem passar por júri popular.

Criminosos vão continuar presos após prisão preventiva ser decretada pela Justiça 


Doados 1,4 milhão de hectares no Nortão para governo de MT

joaodavidonline.com 15 de abril de 2.014, 06:30hs 

O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) doou, hoje, em Marcelândia, as glebas Maika (1,092 milhão de hectares) e Cristalino/Divisa (354 mil hectares) para Mato Grosso. A partir de agora, a gestão das terras e a regularização fundiária dos municípios de Marcelândia, Matupá, União do Sul, Nova Santa Helena, Novo Mundo e Alta Floresta passa a ser de responsabilidade do governo estadual.
“A doação destas duas áreas é mais um compromisso do governo federal cumprido. Este tema sempre esteve nas mais altas prioridades de nosso trabalho, pois sabemos da importância da regularização fundiária, para garantir um futuro com desenvolvimento, segurança fundiária e paz no campo”, destacou o ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, ao comentar que a doação destas glebas foi uma determinação da presidenta Dilma Rousseff.
Durante a solenidade, o ministro salientou, ainda, o papel dos servidores públicos no processo de doação das áreas. “É importante ressaltar o trabalho dos servidores do MDA, do Incra, de todo o Governo Federal e dos governos estadual e municipais, para a consolidação deste momento. Sem o trabalho destes homens e mulheres, esta conquista não seria possível”, assinalou o ministro.
O governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, comemorou a transferência dos 1,4 milhão de hectares de terras federais para o estado. “Lutamos muito para chegar a esse dia simbólico para toda a região. Agora temos condição de regularizar a propriedade dos produtores rurais, e das áreas municipais. Esta não é uma conquista de um governo, mas do povo do nosso estado”, declarou ao realçar que agora o governo do estado vai iniciar as ações de regularização fundiária nos municípios beneficiados.
Para o prefeito de Marcelândia, Arnóbio Vieira de Andrade, a doação das terras conclui uma luta de mais de 30 anos. “Começamos esta luta pela posse de nossas terras em 1983 e, desde então, sempre sonhamos com este dia. Agora tenho a certeza que o nosso município e toda a região vão ter mais oportunidades de desenvolvimento e mais segurança”, afirmou o gestor municipal.
Entenda o caso - as glebas Maika e Cristalino/Divisa foram, durante muitos anos, objeto de uma disputa judicial entre a União e o estado de Mato Grosso. Em razão desta disputa, não era possível realizar qualquer ação de regularização fundiária nas áreas. O fato causava enorme prejuízo ao desenvolvimento da região, criando um quadro de insegurança jurídica e gerando conflitos ambientais e por divisas.
Em 2010, após acordo entre os governos federal e estadual, foi criada a Lei 12.310 de 2010 e o Decreto 7.452 de 2011, que autorizaram a União a doar a Gleba Cristalino/Divisão ao estado de Mato Grosso.
A partir desta autorização, o MDA, em parceria com a Secretaria de Patrimônio da União (SPU) e do Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat), realizou todos os procedimentos técnicos necessários para efetivar a transferência da área, especialmente o georreferenciamento do perímetro da Gleba e a identificação de áreas inalienáveis da União. Todo esse processo durou cerca de dois anos para ser realizado.
Fonte: Redação Só Notícias (foto: Josi Pettengill)

terça-feira, 15 de abril de 2014

Mais de 2 mil haitianos migram para Cuiabá em busca de trabalho

Maioria trabalha na construção civil, mas término de obras da Copa preocupa.
Com fechamento de abrigo no Acre, aumentou número de haitianos em Cuiabá.

Pollyana Araújo Do G1 MT
Haitianos fazem inscrição para curso de português na UFMT (Foto: Thaísa Gazziero/ Arquivo pessoal)

Haitianos fazem inscrição para curso de português
na UFMT (Foto: Thaísa Gazziero/ Arquivo pessoal)
De dois anos para cá, se tornou comum encontrar haitianos pelas ruas de Cuiabá, principalmente na região central. Até agora, conforme o Centro de Pastoral para Migrantes de Cuiabá, são 2,3 mil haitianos morando na capital. A maioria deles trabalha na construção civil, sendo que boa parte foi atraída pela oferta de emprego gerada com as obras executadas para a Copa do Mundo, em junho deste ano. Com a conclusão desses projetos, a redução do número de empregos já é motivo de preocupação, segundo o diretor da Pastoral dos Migrantes, padre Olmes Milani.

  • Nesta semana, com o fechamento de um abrigo que recebe haitianos no Acre, na semana passada, a Casa do Migrante, instituição mantida pela Igreja Católica, que fica no Bairro Carumbé, na capital, tem dobrado o número de imigrantes. "Se antes, chegavam dois, três por dia, agora está chegando cinco", contou o padre. Porém, segundo ele, a preferência dos haitianos é pelos estados da região sul e sudeste, mas ficam onde conseguirem emprego.
Em Cuiabá, a média de tempo de espera por trabalho é de uma semana. Contudo, os salários não são muito atrativos. Variam de R$ 700 a R$ 900. "Eles saem daqui [da Casa do Migrante] só quando tiverem arrumado emprego e casa para morar, seja fornecida pela empresa que irão trabalhar, seja alugada por eles", explicou Milani. A faixa etária desses haitianos é de 21 a 40 anos. Porém, já chegaram na cidade pessoas acima de 50.
Eles deixaram o Haiti depois do terremoto que deixou 1,5 milhão de pessoas desabrigadas naquele país em 2010. A tragédia matou mais de 250 mil pessoas. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), das vítimas, 18 eram militares brasileiros. Além disso, 40 mil pessoas tiveram os membros amputados.
Duas crianças de um casal haitiano nasceram em Cuiabá no mês passado, mas acabaram falecendo. O motivo da morte dos gêmeos seria a falta de cuidado da mãe durante a gravidez. De acordo com o padre, ela não teria feito o pré-natal e a falta de condições físicas da mãe para ter os filhos. Mas são poucos que se mudam para o Brasil com a família. A maioria se muda com o intuito de trabalhar para mandar dinheiro às famílias que permaneceram naquele país.
Haitianos fizeram curso de capacitação em Cuiabá (Foto: Secom-MT)Haitianos fizeram curso de capacitação em Cuiabá
(Foto: Secom-MT)
Pelo menos 90% desses imigrantes são homens. Alguns deles têm curso superior, mas não têm autorização para trabalhar no Brasil. O processo de regularização pode demorar até três anos. Desse modo, têm que atuar em outros serviços em que não se exige curso superior, como na construção civil, por exemplo.
Embora, no ano passado, um grupo de mais de 100 haitianos concluíram cursos gratuitos de pedreiro e aplicação de revestimento cerâmico, oferecido pelo governo do estado, por meio do programa 'Copa em Ação, da Secretaria Estadual de Trabalho e Assistência Social (Setas).
Quando chegam em Cuiabá, eles passam por um curso básico de portugues para conseguirem se virar com a língua, já que o idioma oficial do Haiti é o francês. Entretanto, a maioria se comunica apenas pela língua crioulo. A dificuldade na comunicação é uma das dificuldades que eles enfrentam no país. "Na Casa do Migrante temos um curso bem rudimentar de português básico", contou Milani.
Na tentativa de amenizar esse problema, um projeto vem sendo desenvolvido pela Pastoral do Migrante em parceria com outras instituições, entre elas a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), para oferecer um curso de português gratuitamente aos haitianos. A coordenadora desse trabalho, professora Cláudia Paes de Barros, disse ao G1 que a intenção é reinserir os haitianos na sociedade cuiabana.
"Muitos têm vindo para cá depois de ficarem sabendo que no Brasil tem emprego por causa da Copa, mas a barreira da língua tem dificultado bastante", avaliou. Segundo ela, as aulas devem começar na próxima semana. Serão duas turmas, sendo que cada uma tem 50 alunos. Ela contou que o fato deles estarem espalhados pela cidade tem dificultado a divulgação. "A Casa do Migrante é só o lugar de chegada, porque depois eles se mudam para outros locais".
A tendência, no entanto, conforme explicou o padre Olmes Milani, é que eles acabem se unindo novamente, por grau de parentesco ou por região de onde vieram. "Eles são muito grupais e acabam se juntando de acordo com o local de origem e parentesco", afirmou.

Menino achado morto no RS pediu para morar com outra família, diz MP

Segundo promotora, duas famílias indicadas preferiram não abrigar garoto.
Justiça deu nova chance para pai manter a guarda e buscar reconciliação.

Do G1 RS
Velório do menino encontrado morto no Noroeste do Rio Grande do Sul (Foto: Cristiane Luza/Jornal Folha do Noroeste)Velório do menino de 11 anos comoveu em Três Passos (Foto: Cristiane Luza/Jornal Folha do Noroeste)
Encontrado morto em um matagal no interior de Frederico Westphalen, no Norte do Rio Grande do Sul, o menino Bernardo Uglione Boldrini, 11 anos, havia pedido em janeiro passado para morar com outra família por causa da falta de afeto em casa, diz o Ministério Público (MPE).

A informação é da promotora da Infância e Juventude de Três Passos, Dinamárcia Maciel. No final do ano passado, ela instaurou um procedimento investigativo contra o pai de Bernardo, Leandro Boldrini. O médico foi preso junto com Graciele Ugolini Boldrini, a madrasta, e Edelvania Wirganovicz, amiga do casal, sob suspeita de serem os autores da morte.

Bernardo estava desaparecido desde o dia 4 de abril. Segundo a Polícia Civil, ele foi morto com uma injeção letal, o que ainda deverá ser confirmado pelo laudo. Graciele e Leandro Boldrini, que têm uma filha juntos,de 1 ano e 1 mês, moravam em Três Passos, no Noroeste, junto com o garoto. A mãe biológica dele cometeu suicídio em 2010, aos 30 anos, diz a Polícia Civil.
Corpo de menino desaparecido em Três Passos, RS, será enterrado em Santa Maria, RS (Foto: Reprodução/RBS TV)Corpo de Bernardo foi encontrado enterrado em
Frederico Westphalen (Foto: Reprodução/RBS TV)
"Ele estava em situação de negligência afetiva pelo abandono familiar, mas garantiu que jamais sofreu agressões físicas”, explicou Dinamárcia. Segundo a promotora, em entrevista em janeiro do ano passado, o garoto pediu para se mudar. “Pedi então que ele indicasse duas pessoas que ele queria morar. O Bernardo apresentou duas famílias, mas elas não compareceram. Alegaram que não queriam se incomodar e se envolver”, acrescentou.
Devido à falta de opções, a avó de Bernardo, que reside em Santa Maria, na Região Central do estado, se ofereceu para ter a guarda provisória do menino. No entanto, o pai foi chamado pela promotora e se mostrou muito interessado em restabelecer o vínculo com o filho. “Ele estava aparentemente interessado e o menino concordou. Como o pai não tinha antecedentes criminais, naquele momento, tendo em vista essa preferência pela família biológica, o juiz autorizou uma experiência”, detalhou a promotora.
Dinamárcia ressaltou que a postura adotada ao permitir a manutenção da guarda pelo pai é de praxe. “Considerando que não havia em nenhum momento, desde novembro, quando tivemos conhecimento do caso,de notícias de agressões físicas, nos pareceu por consenso do próprio Bernardo que haveria uma oportunidade do pai resgatar o sentimento com o filho. Não dá pra trabalhar com o imprevisível. Mas dentro de um bom senso da legalidade, se fez o que faria em qualquer caso”, afirmou.
Velório marcado por comoção
O corpo de Bernardo  foi velado entre a manhã e a tarde desta terça (15), no ginásio do Colégio Ipiranga, onde ele estudava, em Três Passos. A cerimônia foi marcada pela comoção de moradores do município de cerca de 24 mil habitantes.
Velório do menino encontrado morto no Noroeste do Rio Grande do Sul (Foto: Cristiane Luza/Jornal Folha do Noroeste)Amigos detalharam rotina de religiosidade do
garoto (Foto: Cristiane Luza/Jornal Folha do
Noroeste)
Colegas de aula estavam presentes na cerimônia. Alguns lembraram que o menino cultivava a religiosidade em seu cotidiano. “Mesmo diante de todo o sofrimento que passava, sempre tinha um sorriso no rosto. Ensinou para todos que era preciso ser forte para superar todas as dificuldades", disse a estudante Angélica Rodrigues, de 12 anos, amiga de Bernardo. As aulas no Colégio Ipiranga foram suspensas até a próxima semana.
O suposto distanciamento entre Bernardo e o pai também foi destacado por famílias que conheciam o garoto. As buscas por Bernardo, que ficou desparecido durante 10 dias já haviam mobilizado a comunidade escolar. "Procuramos incansavelmente. Estamos frustrados", comentou a psicóloga do colégio, Denise Helena Escher.
A escola divulgou uma nota lamentando a "cruel morte" de Bernardo e decretou luto oficial de três dias. "O Colégio Ipiranga chora com o partir de seu aluno. O teu sorriso viverá no coração de cada um de nós que aqui estamos chocados com a forma que partiste. Bernardo, que Deus te guarde e que vivas no amor de todos os colegas e professores que rezaram e ainda rezam por ti", diz o texto.
Por volta de 15h, o corpo começou a ser deslocado para Santa Maria, na Região Central do estado, onde residem familiares de Bernardo. No município, ocorrerá um novo velório na Capela do Hospital de Caridade. Na manhã de quarta (15), ele será enterrado no Cemitério Ecumênico Municipal de Santa Maria, ao lado do túmulo da mãe. O sepultamento deve começar às 10h.
Caso corre em segredo de Justiça
A investigação corre em segredo de Justiça e poucos detalhes são fornecidos à imprensa. Em entrevista coletiva, a delegada Caroline Virginia Bamberg, responsável pelo caso, disse que a amiga do casal relatou à polícia onde o corpo de Bernardo estava enterrado.
A Polícia Civil disse ter certeza do envolvimento do pai, da madrasta e da amiga da mulher no sumiço do menino. “Precisamos identificar o que cada um fez para a condenação", afirmou aos jornalistas. Os três estão presos preventivamente por 30 dias em local não revelado por medida de segurança.
O menino foi morto com uma injeção letal, segundo a Polícia Civil, o que ainda deverá ser confirmado pelo laudo. O corpo do garoto passará por perícia, já que foi encontrado em estado de decomposição.
De acordo com a família, Bernardo havia sido visto pela última vez às 18h do dia 4 de abril, quando ia dormir na casa de um amigo, que ficava a duas quadras de distância da residência da família. No domingo (6), o pai do menino disse que foi até a casa do amigo, mas foi comunicado que o filho não estava lá e nem havia chegado nos dias anteriores.
No início da tarde do dia 4 de abril, a madrasta foi multada por excesso de velocidade. A infração foi registrada na ERS-472, em um trecho entre os municípios de Tenente Portela e Palmitinho. A mulher trafegava a 117 km/h e seguia em direção a Frederico Westphalen. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) disse que a mulher estava acompanhada do menino.
“O menino estava no banco de trás do carro e não parecia ameaçado ou assustado. Já a mulher estava calma, muito calma, mesmo depois de ser multada”, relatou o sargento Carlos Vanderlei da Veiga da PRF. A madrasta informou que ia a Frederico Westphalen comprar um televisor.

Acidente: Motorista de caminhão bate em outro veículo e fica com um tronco fincado em seu abdômen

Li Feng sofreu uma grave lesão em um acidente de engavetamento em uma estrada da cidade de Kaifeng, na China.

Li Feng sofreu uma grave lesão

O caminhão a sua frente transportava uma carga de troncos de madeira. Ao chegar ao hospital, seu estado era gravíssimo. A cirurgia foi um sucesso e o tronco foi retirado, mas ele quase perdeu seu coração.

“Como resultado do acidente, vários troncos de madeira foram jogados para o caminhão pela parte frontal e um deles espetou completamente o caminhão de Li e outro em um táxi”, disse Li Wu, porta-voz da polícia. Ele ainda comentou que o mesmo ocorreu com outro motorista e ele ficou preso no local.

Lin Feng, que tem 40 anos, terá de ficar bastante tempo no hospital para observações.

Segundo os médicos, o único risco atualmente é de uma infecção, já que foi impossível retirar toda a sujeira e fragmentos de madeira de dentro do seu corpo. O Dr. Chung Peng, disse: “Se não houver infecção durante os próximos dias, esperamos que ele tenha uma recuperação completa”.

Irmãos canibais desenterraram e comeram mais de 100 cadáveres de cemitério local

Um canibal condenado foi novamente detido no Paquistão após a cabeça de um menino de 3 anos ser descoberta em sua casa.

A casa macabra é de Mohammad Arif, de 35 anos, e de seu irmão Mohammad Farman, de 30. A dupla, da pequena cidade de Darya Khan, no interior do país, já havia cumprido dois anos de prisão por canibalismo e só foram liberados no ano passado.

Mohammad Farman foi identificado em 2011 e depois foi preso pela primeira vez pela polícia em Bhakkar, Paquistão. Agora, a polícia local disse que os dois homens desenterraram mais de 100 cadáveres do cemitério local e comeram quase todos.

Mohammad Arif já foi preso novamente e uma investigação está a caminho para a descobrir o restante da história sinistra em sua casa. Seu irmão ainda está sendo procurado pela polícia. O chefe da polícia do distrito, Amir Abdullah, disse que os policiais foram investigar o caso após moradores reclamarem de um mau cheiro vindo de casa dos irmãos.

Por ficarem intrigados com a situação, os policiais foram até a casa dos irmãos, onde encontraram uma panela contendo um ensopado de carne humana. Eles haviam se casado uma vez, e tinham filhos, mas suas esposas dizem tê-los deixado antes de serem detidos pela polícia anteriormente.

Fonte: Jornal ciencia

Acidente entre caminhão e carro de passeio deixa uma vítima fatal

Um motorista morreu no início da tarde desta terça-feira (15), após sofrer um grave acidente na rodovia estadual MT-358, que liga os municípios de Nova Olímpia e Tangará da Serra, na Serra Tapirapuã. Envolveram-se no acidente um caminhão caçamba e um veículo Celta, na cor preta. A vítima foi identificada como sendo Joenilso Fogaça Machado, 28 anos.

Conforme informações, o condutor da caçamba descia a serra carregada com areia, quando veio a perder o controle da direção e colidir frontalmente com o veículo de passeio. Com o impacto, o caminhão veio a tombar, deixando o motorista preso às ferragens. Já o condutor do Celta não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local, logo após ser retirado das ferragens pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Consta ainda que uma passageira do veículo de passeio, identificada como “Fernanda”, 20 anos, ficou gravemente ferida e foi socorrida ao Hospital Municipal de Tangará da Serra em estado grave. As autoridades policiais estiveram no local e confeccionaram o Boletim de Ocorrência (B.O) para que as devidas providências possam ser tomadas.

Justiça determina Caixa pagar R$ 37 mil de seguro de vida à cliente em MT


  foto ilustração
A justiça determinou que a Caixa Econômica Federal (CEF) pague R$ 37 mil à M.M., a título de seguro de vida que havia feito no nome de sua esposa no valor de R$ 20 mil. A decisão é do juiz da Comarca de Barra do Bugres, em resposta a ação impetrada pelo Defensor Público João Augusto de Sanctis Garcia.

Conforme informações a CEF se pronunciou, em defesa, alegando que o contrato do seguro exigia o prazo de 1 ano de adesão para que fosse validado, mas a cliente faleceu 20 dias antes de completar o tempo, que não está estabelecido em lei. O caso icou tramitando na estância judicial por três anos.

A defesa apresentou a ação baseando-se no Código de Defesa do Consumidor, alegando que o prazo pré-estabelecido pela seguradora estava abusiva e é norma unilateral. Para ele o valor recebido pelo denunciante "nunca será suficiente para aplacar a perda da morte de um ente querido, mas que, no caso, mostra que o Direito, assim como a vida humana, não pode ser tratado levianamente".

Corpo de menino desaparecido após cair de barco é encontrado em rio de MT

O corpo da criança de 12 anos de idade, identificada como sendo W.C.F., que estava desaparecida desde a última sexta-feira (11), após cair no Rio de Sangue, no município de Brasnorte, foi encontrado nesta segunda-feira (14), à 300 metros de onde teria afundado. Com ele estava Orlando Aparecido Madela, 49 anos, que também caiu e morreu afogado. O corpo dele foi encontrado no domingo (13). O local onde os corpos foram encontrados, possui cerca de 13 metros de profundidade.

Conforme já informado pelo N.N., as vítimas foram testar o motor de um barco de alumínio quando no meio do rio, o mesmo começou a rodar. Na rotatividade do barco o menino foi arremessado no rio. Na tentativa de socorrê-lo, Orlando pulou no rio e não conseguiu resgatar a criança, vindo a morrer afogado. Orlando foi encontrado 7 quilômetros de distância de onde havia caído

Consta ainda que no momento do acidente, outras pessoas estavam no local com outros barcos. Eles tentaram socorrê-los, mas não foi possível e então acionaram a Polícia Militar (PM). Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) para a realização dos exames de necropsias.

O PREFEITO FRANCISCO ENDLER ACOMPANHA AS ATIVIDADES DO PROGRAMA MAIS EDUCAÇÃO NO MUNICÍPIO DE NOVA GUARITA

A secretaria municipal de Educação implantou, em 2014, o Programa federal Mais Educação (PME) na Escola Municipal planalto, os alunos matriculados no Ensino Fundamental , que além das aulas do ensino regular, participam de diversas atividades que envolvem esporte, lazer, entretenimento e reforço escolar,o programa oferecem oficinas  praticadas no contraturno das aulas regulares. “Começamos com o projeto este ano e estamos implantando gradativamente nas escolas do município. O importante é tornar a escola um ambiente agradável, fazendo com que alunos sintam  prazer em frequentá-la. O objetivo é contribuir com melhor desempenho dos alunos em sala de aula”; frisou, coordenador do PROGRAMA do MAIS EDUCAÇÃO NA ESCOLA MUNICIPAL PLANALTO: MOACIR JACÓ TALINI.
Em entrevista com a Coordenadora municipal DIAN CARLA BATTISTI ressaltou  que o programa está sendo desenvolvido na escola planalto três vezes por semana,o atendimento as crianças ocorre no período matutino. Em breve o programa terá  inicio na escola municipal santa  Isabel.  O prefeito Francisco Endler  acompanhou as atividade dos alunos, e comentou que o Mais Educação-Escola Integral vai representar  um grande avanço na educação de Nova Guarita, para garantir mais tranquilidade aos pais dos alunos selecionados. "Esses estudantes irão ficar o dia inteiro na escola, estudando e participando de outras atividades. A escola em tempo integral é mais um compromisso que nossa administração irá cumpre com os guaritences ", afirmou o prefeito.
entenda mais sobre este programa

O Programa Mais Educação foi instituído pela Portaria
Interministerial n.º 17/2007 e integra as ações do Plano de
Desenvolvimento da Educação (PDE), como uma estratégia do
Governo Federal para induzir a ampliação da jornada escolar e a
organização curricular, na perspectiva da Educação Integral.
Trata-se da construção de uma ação intersetorial entre as
políticas públicas educacionais e sociais, contribuindo, desse modo,
tanto para a diminuição das desigualdades educacionais, quanto para
a valorização da diversidade cultural brasileira. Por isso coloca em
diálogo as ações empreendidas pelos Ministérios da Educação – MEC,
da Cultura – MINC, do Esporte – ME, do Meio Ambiente – MMA, do
Desenvolvimento Social e Combate à Fome – MDS, da Ciência e da
Tecnologia – MCT e, também da Secretaria Nacional de Juventude e
da Assessoria Especial da Presidência da República, essa última por
meio do Programa Escolas-Irmãs, passando a contar com o apoio do
Ministério da Defesa, na possibilidade de expansão dos fundamentos
de educação pública
Essa estratégia promove a ampliação de tempos, espaços,
oportunidades educativas e o compartilhamento da tarefa de educar
entre os profissionais da educação e de outras áreas, as famílias e diferentes
atores sociais, sob a coordenação da escola e dos professores.
Isso porque a Educação Integral, associada ao processo de escolarização,
pressupõe a aprendizagem conectada à vida e ao universo de
interesse e de possibilidades das crianças, adolescentes e jovens.
O ideal da Educação Integral traduz a compreensão do direito
de aprender como inerente ao direito à vida, à saúde, à liberdade,
ao respeito, à dignidade e à convivência familiar e comunitária e
como condição para o próprio desenvolvimento de uma sociedade
republicana e democrática. Por meio da Educação Integral, se reconhece as múltiplas dimensões do ser humano e a peculiaridade do
desenvolvimento de crianças, adolescentes e jovens.
Esse ideal está presente na legislação educacional brasileira
e pode ser apreendido em nossa Constituição Federal, nos artigos
205, 206 e 227; no Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n.º
9089/1990); em nossa Lei de Diretrizes e Bases (Lei n.º 9394/1996), nos
artigos 34 e 87; no Plano Nacional de Educação (Lei n.º 10.179/2001),
no Fundo Nacional de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino
Fundamental e de Valorização do Magistério (Lei n.º 11.494/2007) e
no Plano de Desenvolvimento da Educação.
O Programa Mais Educação atende, prioritariamente, escolas
de baixo IDEB, situadas em capitais, regiões metropolitanas e grandes
cidades em territórios marcados por situações de vulnerabilidade
social que requerem a convergência prioritária de políticas públicas
e educacional.

 






















segunda-feira, 14 de abril de 2014

Ministros do Desenvolvimento Agrário e da Agricultura entregam 63 caminhões em MT

Da Redação – Viviane Petroli
Foto: Viviane Petroli/Agro Olhar
Investimento com os 63 caminhões caçambas foi em torno de R$ 15 milhões
Investimento com os 63 caminhões caçambas foi em torno de R$ 15 milhões
O governo federal contemplou, nesta segunda-feira (14), 63 municípios com caminhões caçambas, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Um investimento superior a R$ 15 milhões. Para os municípios o equipamento auxiliará na melhoria da infraestrutura, em especial da zona rural. Em algumas cidades a entrega proporcionará ainda uma economia de R$ 12 mil ao mês gastos com aluguel de caminhão.

Pelo PAC 2 já foram beneficiados 132 municípios mato-grossenses com retroescavadeiras, 97 cidades com motoniveladoras. Além disso, 24 municípios já haviam sido contemplados anteriormente com caminhões caçambas.

O investimento de R$ 15 milhões com os caminhões caçambas, entregues nesta segunda-feira, feito pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) irá favorecer mais de 280 mil camponeses em Mato Grosso, sendo 47 mil famílias de agricultores.

Leia tambémOdebrecht faz contagem de tráfego para lance no trecho Sinop-Itaituba
Fiagril investirá R$ 36 milhões na construção de mais dois armazéns em MT

Dos 63 municípios beneficiados 19 encontram-se em estado de emergência, segundo a Defesa Civil de Mato Grosso, em decorrência as chuvas deste ano.

De acordo com o prefeito de Pontes e Lacerda, Donizete Barbosa do Nascimento, a chegada do caminhão entregue através do PAC 2 proporcionará aos cofres do município uma economia de R$ 12 mil por mês. “Este é o aluguel que pagávamos por um caminhão igual ao que estamos recebendo e motorista. Com os R$ 12 mil sobrando poderemos agora investir em outras necessidades de Pontes e Lacerda, que são muitas”. Nascimento comenta que em 2013 a cidade já havia sido contemplada com uma retroescavadeira e motoniveladora. “Elas foram de suma importância para darmos continuidade aos trabalhos para atender a zona rural nas estradas vicinais”, completa.

Para o ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, os equipamentos geram autonomia para os prefeitos, de forma que eles possam planejar o melhor modo para atender todas as necessidades que os municípios possuem. “Com estes caminhões que entregamos hoje já são 316 máquinas para Mato Grosso, um investimento de aproximadamente R$ 83 milhões. São equipamentos novos e que serão utilizados por pessoas capacitadas”.

Na opinião do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Neri Geller, os maquinários irão ajudar na manutenção da malha viária, permitindo assim facilidade no escoamento da produção, principalmente da agricultura familiar. “Estamos trabalhando em todos os Ministérios para liberar recursos não apenas para Mato Grosso, mas o país todo”.

Conforme o governador Silval Barbosa, apesar de ainda restarem 22 mil quilômetros a serem asfaltado em Mato Grosso ele vê o quanto se avançou com a parceria do Governo Federal.

Segundo o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Valdecir Colli, o Chiquinho, pelos caminhões serem traçados será possível chegar a lugares mais difíceis, em especial os mais prejudicados pelas chuvas.

Agricultura Familiar

A agricultura em Mato Grosso a cada dia está mais intensa e os maquinários entregues, frisa o secretário-adjunto de Estado da Agricultura Familiar (Sedraf-MT), Juarez Fiel, é um impacto extremamente forte para a agricultura familiar. “Temos cerca de 140 mil agricultores familiares no Estado que precisam de apoio, em especial na logística e de linhas de financiamento. Mas, para ajuda-los é preciso primeiramente organizar os municípios”.

Em seu discurso o deputado estadual José Riva salientou aos ministros Neri Geller e Miguel Rosseto que o governo federal olhe mais para Mato Grosso. “Temos municípios que nem sequer asfalto possuem. É iniciativas como esta que fortalecemos a agricultura familiar, porém precisamos também da agroindústria nos municípios e assentamentos para agregar valores”.

Municípios completados com caminhões caçambas

Acorizal, Água Boa, Alta Floresta, Alto Paraguai, Apiacás, Aripuanã, Barão de Melgaço, Barra do Bugres, Brasnorte, Campo Novo dos Parecis, Campo Verde, Campos Júlio, Castanheira, Chapada dos Guimarães, Colniza, Confresa, Cotriguaçu, Cuverlândia, Guarantã do Norte, Ipiranga do Norte, Itaúba, Jangada, Jauru, Juína, Juruena, Lucas do Rio Verde, Matupá, Mirassol d’Oeste, Nobres, Nortelândia, Nossa Senhora do Livramento, Nova Bandeirantes, Nova Brasilândia, Nova Guarita, Nova Mutum, Nova Olímpia, Nova Santa Helena, Nova Ubiratã, Novo Horizonte do Norte, Paranaíta, Planalto da Serra, Poconé, Pontal do Araguaia, Pontes e Lacerda, Porto Alegre do Norte, Porto Esperidião, Porto Estrela, Reserva do Cabaçal, Rondonlândia, Rosário Oeste, Santa Carmem, Santa Cruz do Xingu, Santa Terezinha, Santo Antônio do Leverger, São José do Rio Claro, Sapezal, Tapurah, Terra Nova do Norte, Vale do São Domingos, Vera, Vila Bela da Santíssima Trindade e Vila Rica.